quarta-feira, 21 de maio de 2008

"As Vindimas da Noite" de Maria do Sameiro Barroso

Realizou-se, no passado dia 11 de Maio, no Salão Nobre do Museu de Arqueologia, em Belém, Lisboa, o lançamento do novo livro de poesia de Maria do Sameiro Barroso. Após a saudação de boas-vindas, feita pelo Dr. Luís Raposo, Director do Museu Nacional de Arqueologia e da introdução do Editor, João Artur Pinto, a primeira parte do evento foi preenchida por música de compositores ibéricos, brilhantemente executada por elementos da Academia José Atalaya, cujo programa reproduzimos. Seguiu-se a apresentação do livro Método para Guitarra de Fernando Sor, em tradução para castelhano de Eduardo Baranzano e Ricardo Barceló.
Na segunda parte, foi apresentado o livro de poesia "As Vindimas da Noite" de Maria do Sameiro Barroso. Este é o terceiro livro editado por esta autora sob a chancela da Editora Labirinto, que integra o Conselho Editorial da Editora desde 2006. A apresentar a obra esteve Luís Filipe Pereira, autor do posfácio. A leitura dos poemas esteve a cargo da actriz Isabel Wolmar. A sessão foi encerrada pela autora que abordou informalmente as suas relações com o mundo, a vida, os seus leitores e o universo da sua poesia. Na fotografia, podemos ver, da esquerda para a direita, Isabel Wolmar, João Artur Pinto, Presidente da Editora, Luís Filipe Pereira e Maria do Sameiro Barroso.
Do livro destacamos dois poemas o poema que dá título ao livro, As Vindimas da Noite e o poema O Olhar da distância, dedicado a Fiama Hasse Pais Brandão e a Maria Teresa Dias Furtado:Maria do Sameiro Barroso, In "As Vindimas da Noite".

Arquivo do blog

Quem sou eu

Blog da editora labirinto: edições, livros, autores, notícias, novidades.